Capital   
cidades

As localidades turísticas abaixo são próximas a Belo Horizonte. As marcadas já têm matéria na Revista Idas Brasil.
 
- Ouro Preto
- Mariana
- Congonhas
- Sabará
- Ouro Branco
- Parque
  Nacional do
  Caraça
  (Santa
  Bárbara)
- Parque
  Nacional da
  Serra do
  Cipó
- Itabirito
- Santa Luzia
- Caeté
- Nova Lima
- Catas Altas
- Barão de
  Cocais
- Itabira
- Rio Acima


Lista de Atrações de Belo Horizonte:

(Clique nas fotos para ampliar)

Voltar

Conjunto Arquitetônico da Praça da Liberdade:

Um dos melhores passeios para quem visita Belo Horizonte é o conjunto paisagístico e arquitetônico da Praça da Liberdade. Construída na época da fundação da capital, mistura vários estilos, que são o retrato vivo da evolução da cidade: neoclássico (final do séc. XIX), art-déco (década de 1940), moderno (décadas de 1950 e 1960) e pós-moderno (1980). É também o centro do poder executivo mineiro, aliás foi projetada para este fim. Concentra grande parte das Secretarias de Estado, além do Palácio da Liberdade, onde despacha o governador.

Palácio da Liberdade : sede do governo de Minas, o prédio é uma referência da influência francesa na época da construção da capital. Isto é visível no acabamento, nos jardins em estilo rosal (de Pall Villon), no salão de banquete (à Luís XV), nas pinturas do Salão Nobre... O requinte tem lugar na imponente escadaria de ferro (art nouveau), importada da Bélgica, no rico lustre de cristal tcheco e nas obras de arte oriental antiga.
Praça da Liberdade s/n - Funcionários.
Tel: (0xx31) 3250-6011.
Aberto à visitação no primeiro domingo de cada mês, das 8 às 14 h.

Topo


Edifício Niemeyer : é um exemplo da arquitetura moderna de Belo Horizonte. Foi projetado por Niemeyer, que representou nas curvas e sinuosidades as montanhas mineiras. O arquiteto também se vale de um artifício barroco bem declarado, o ilusionismo. O prédio, residencial, dá a impressão de ter mais de 15 andares, quando realmente possui apenas oito.

Topo


Museu de Mineralogia Prof. Djalma Guimarães : o prédio é bem futurista (pós-moderno), destoando das construções de arquitetura sólida e sisuda verificadas na Praça da Liberdade. Foi elaborado pelos arquitetos Éolo Maia e Sylvio Emrich de Podestá, que utilizaram materiais produzidos pela indústria mineira (cerâmica, cimento e aço). O prédio causou muita polêmica na época de sua construção, apelidado de "Rainha da Sucata".
Av. Bias Fortes 50 - Funcionários
Tel: (0xx31) 3271-3415.
Horário: de terça a domingo (e feriados), das 9 às 17 h.

Topo



Topo


Voltar

Capa | Cidades | Belo Horizonte